Perspetivas Económicas Regionais: África Subsariana – COVID-19: uma ameaça sem precedentes ao desenvolvimento

abril de 2020

Sumário Executivo

Resumo

  • A pandemia da COVID-19 ameaça causar enormes perdas em termos de vidas humanas, e a crise económica que provocou poderá deitar por terra os progressos recentes no que toca ao desenvolvimento.
  • Prevê-se que o crescimento na África Subsariana em 2020 será de -1,6%, um mínimo histórico.
  • A prioridade da política económica é aumentar a capacidade e despesa ao nível da saúde para salvar vidas e conter o surto do vírus.
  • É essencial o apoio de todos os parceiros de desenvolvimento para atender às consideráveis necessidades de financiamento dos países mais afetados, incluindo o alívio da dívida.
  • Devem ser usadas políticas orçamentais, monetárias e financeiras para proteger os grupos vulneráveis, mitigar os prejuízos económicos e apoiar a recuperação. Quando a crise se dissipar, as posições orçamentais devem regressar a trajetórias sustentáveis.

A África Subsariana depara-se com uma crise sanitária e económica sem precedentes. Uma que ameaça desviar a região do seu percurso, invertendo os progressos em termos de desenvolvimento alcançados em anos recentes. Além disso, ao causar uma grande perda de vidas humanas, afetar drasticamente os meios de subsistência e prejudicar os balanços das empresas e dos governos, a crise pode travar as perspetivas de crescimento da região para os próximos anos. Nenhum país será poupado.